7d2c22_3273bb8dc08d472ca38015a33fc99827_

SERVIÇO DE PROTEÇÃO BÁSICA NO DOMICÍLIO A PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E IDOSAS

OBJETIVOS GERAIS:

» Visa o atendimento a famílias com idosos e /ou PCD com violação de direitos, promovendo por meio da identificação e orientação necessária para a garantia dos direitos e melhoria na qualidade de vida com ações que visem a prevenção à situação de risco, exclusão e isolamento.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

» Identificar moradias nas quais existam pessoas idosas e/ou com deficiência com violação de direitos;
» Contatar o publico alvo e cadastrá-lo no projeto;
» Disponibilizar acompanhamento técnico para orientação.
» Oportunizar acesso à informação.
» Desenvolver ações para a superação das situações violadoras de direitos.
» Promover acesso a benefícios, serviços socioassistenciais e sistema de garantia de direitos.
» Prevenção ao abrigamento e assegurar o direito ao convívio familiar e comunitário.

INFRAESTRUTURA

» A entidade possui sede própria em um prédio com 03 pavimentos numa área de 535m², localizado na Rua Manoel Barbosa da Silveira, nº 239, no Bairro do Saboó, em Santos-SP.
» O prédio possui salas privativas para atendimento psicológico, social, biblioteca, aulas de computação, atividades sócioeducativas e lúdicas. Além de um galpão onde são realizadas atividade de lazer e recreativas.

PÚBLICO ALVO

» Pessoas idosas e/ou com deficiência, seus cuidadores e familiares.

CAPACIDADE DE ATENDIMENTO

» 50 pessoas ao ano.

RECURSOS HUMANOS ENVOLVIDOS

» Assistente social (funcionária)
» Psicóloga (autônoma)

ABRANGÊNCIA TERRITORIAL

» Bairros do Saboó, Chico de Paula, Alemoa e entorno.

METODOLOGIA

a) Forma de participação

» Busca ativa de idosos e familiares em situação de vulnerabilidade, com vivências de isolamento por ausência de acesso a serviços e oportunidades de convívio familiar e social, nas imediações da sede da entidade, realizada pela Assistente Social e Psicóloga através de encaminhamentos recebidos pelos equipamentos como CRAS, CREAS, Policlínicas, Conselho do Idoso, etc, bem como por busca espontânea e indicações de moradores e frequentadores da entidade.

b) Elaboração

» Após visita em domicílio e conscientização do idoso e sua família ou cuidador, será elaborado Plano de Atendimento Individual e apresentadas as possibilidades de inserção na rede de proteção social do território e benefícios e programas assistenciais do qual ele venha a ter direito.
» Serão realizados encontros, dinâmicas e ações de forma a promover o direito à convivência familiar e comunitária. A entidade disponibilizará em sua sede oficinas como complementação à convivência.

c) Execução

» Manteremos contato com equipamentos como CRAS, CREAS, Conselho do Idoso, Policlínicas, além de agentes de saúde da região, representantes de Sociedade de Melhoramentos de bairros, etc, para conhecimento do público necessitado do serviço, indo assim ao encontro e atendimento dos mesmos.
» Na sede da entidade, ofereceremos ainda as atividades das diversas oficinas que serão desenvolvidas uma ou duas vezes por semana com sessões de aproximadamente 2 horas. Um professor voluntário especializado em cada atividade desenvolverá o conteúdo programado de cada curso.

Serão também ministradas palestras, reuniões, passeios, filmes em parceria com o MIS – Museu da Imagem e Som, tardes de lazer, dinâmicas, etc.

PROJETOS